ANAPFF, A CASA DEMOCRÁTICA DOS PFFs

55 3311 6940  55 99190 7914  anapff.brasil@gmail.com

No google - anapff    facebook - anapff.brasil

 


 

Quinta-feira, 30 de janeiro de 2019 (UTC-18:00) Brasília, conforme acerto por telefone.
Solicita presença da ANAPFF.
Onde: Ministério da Infraestrutura - Esplanada dos Ministérios Bl. R, 2° Andar, Anexo Ala Leste, Sala de Reunião nº 206 - SNTTA
 
Observação: A diferença de horas para o GMT acima não reflete os ajustes de horário de verão.
 
*~*~*~*~*~*~*~*~*~*
 
Prezados Senhores,
 
Incumbiu-me o Coronel Silva Soares , Chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Transportes Terrestres/MINFRA, de confirmar a audiência que tem como:
 
Pauta: Retomada do transporte ferroviário e segurança nas ferrovias
Dia: 31/01/2019 (quinta-feira)
Horário: 10h30 às 11h00
Local: Anexo MINFRA - Esplanada dos Ministérios, Bloco "R", 2º Andar – ala leste , Sala de reunião nº 206 – SNTT
 
PARTICIPANTES:
 
Secretaria Nacional de Transportes Terrestres – SNTT/MINFRA
- Jamil Megid Júnior - Secretário Nacional de Transportes Terrestre e Aquaviário (para ciência)
- Marcello da Costa Vieira – Diretor do Departamento de Gestão e Projetos Especiais.
- (quem o Marcelo indicar) - Coordenador do Departamento de Gestão e Projetos Especiais
- Ismael Trinks – Diretor do Departamento de Transporte Ferroviário.
- André Luis Ludolfo da Silva – Coordenador do Departamento de Transporte Ferroviário.
 
Associação Nacional dos Policiais Ferroviários Federais – ANPFF
 
- Carlos Romeu A Antunes - Presidente
- Cipriano Gil Alcon - Diretor Administrativo
- Clodoveu Lemos de Lima - Conselheiro
 
Respeitosamente,
 
Bárbara Barros Leite Ribeiro
Técnica em Secretariado
Secretaria Nacional de Transportes Terrestre - SNTT
Ministério da Infraestrutura

NOTA:

Assunto: Regulamentação do Departamento de Polícia Ferroviária Federal.

A ANAPFF vem mui respeitosamente até a presença de seus associados, colaboradores e todos os PFFs, solicitar apoio moral e financeiro à nossa causa. Lembramos aos Srs que, nossa associação como única representante legal da categoria, terá o poder de representar a todos os policiais do Brasil e dar continuidade aos trabalhos de resgate de direitos, e a estruturação de uma instituição centenária.

Em face da relevância do assunto,

Entendemos ser relevante na data da reunião, levarmos em nossas pretensões, abordagem ao relatório sucinto previamente enviado, retratando histórico da situação dos PFFs constitucionais, no que tange às manifestações da Advocacia Geral da União, Consultor Geral da União, Ministério Público Federal e ANAPFF; de sorte a possibilitar informações e subsídios necessários ao Exmo. Sr Ministro Sergio Ferrnando Moro,

Entendemos também, como prudência à luz da pauta em questão, ser evitada manifestação por parte da ANAPFF, de criticas aos governos anteriores, responsabilizando-os pela omissão inconstitucional e/ou suposta pratica de ilicitudes; haja vista como todos sabemos, falhas clamorosas foram perpetradas por antigos representantes, levando-se em consideração que por várias vezes proporcionaram nossa regulamentação.

Entendemos por fim, que toda atenção da ANAPFF deve estar concentrada na deliberação do MJSP, sobre o tema central, dos quais destacamos os assuntos seguintes, pela ordem:

1- definição do procedimento a ser adotado para criação do Departamento de Policia Ferroviária Federal, ou seja, regras viabilizadoras de recepção ;

2- definição do local de instalação e meios operacionais da equipe suporte do trabalho no MJSP., bem assim, no que se refere à nomeação de pessoal representante da ANAPFF para composição de equipe de estruturação do dpff;

3- definição do quantitativo inicial de pessoal ativo da PFF e levantamento dos postos de trabalhos,para operacionali zação funcional constitucional, entre outras prioridades;

4- definição do procedimento da criação do Plano Especial de Cargos do Departamento da Policia Ferroviária Federal -PECDPFF, para o provimento regulamentar de cargos com respaldo constitucional através de uma MPV, assegurando prioridade no enquadramento com preservação de direitos dos PFFs ativos, bem como daqueles aposentados, falecidos e/ou pensionis tas(beneficiárias) .

Devemos ter a consciência de que a anapff, trabalha em prol de toda a categoria na busca de direitos e resgate de uma instituição.

ANAPFF.BRASIL

...e o homem semeou o trigo...eis que veio o inimigo e semeou o joio; o empregado perguntou ao patrão: Que faremos com a plantação sr, pois o joio prosperou? Respondeu-lhe o patrão: Colheremos o joio e o queimaremos e depois guardaremos o trigo no celeiro.